Recife sedia projeto pioneiro de ensino musical a distância

eMasterclass ofecerá aulas para instrumentistas de cordas pela internet. Ainda há vagas no projeto, que contará com professores estrangeiros.

Acontece nesta sexta-feira (16), no Recife, a aula inaugural de um projeto pioneiro no Nordeste que promove o ensino musical a distância para instrumentistas de cordas: o eMasterclass. Até junho, os participantes terão aulas de aperfeiçoamento técnico por meio de videoconferências pela internet, sob a batuta de professores da Rudi Scheidt School of Music de Memphis, nos Estados Unidos, e Conservatório Carl Nielsen, da Dinamarca. As turmas são formadas por integrantes da Orquestra Criança Cidadã, mas há vagas para alunos ouvintes. A inscrição é gratuita.

Produzido pela Virtuosi Sociedade Artística e aprovado pelo Funcultura de 2011, o eMasterclass é inspirado em programas similares realizados em todo o mundo. “Aulas através de videoconferência já existem, mas um curso de longa duração feito pela internet é a primeira vez que eu vejo, pelo menos, aqui no Nordeste. Quem sabe até no Brasil? Lá fora existe, mas não de forma muito regular”, diz a idealizadora e integrante da coordenação do projeto, Ana Lúcia Altino.

O curso é para jovens músicos se aperfeiçoarem e receberem, de forma intensiva, uma orientação didática com professores e artistas experientes. O projeto oferece aula prática de instrumentos de cordas, abordando os vários aspectos técnicos e musicais da execução de cada um. “É claro que vamos esbarrar em alguns probleminhas técnicos. O som talvez não seja o melhor. Mas eles vão ver e ouvir, em tempo real, opiniões de pessoas reconhecidas, com muita experiência, que provavelmente nunca viriam aqui para isso”, afirma Ana Lúcia Altino.

Para ela, o sistema em duas vias permite ao aluno ver e ouvir os professores, que, por sua vez, mantêm ouvidos e olhos atentos aos fraseados e postura daqueles, entre outros benefícios, como tempo e comodidade. No entanto, ela lembra que as aulas via internet são um reforço para aquilo que os estudantes já estão fazendo. “Não é um substituto para as aulas convencionais. Nós abrimos essas turmas para gente que já toca e pode entender a linguagem dos mestres, para poder aproveitaram o máximo deles”, comentou.

As aulas serão ministradas na sede da Orquestra Criança Cidadã, no Quartel do Cabanga. São duas turmas pela manhã e tarde, com carga horária de oito horas semanais. O projeto contará com a participação dos professores Soh-Hyun Park (violino), Rafael Altino (viola), John Chiego (contrabaixo) e Leonardo Altino (cello).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: