Servidores começam curso a distância para a Copa

Um novo passo foi dado na tentativa de qualificar profissionais gaúchos para a Copa do Mundo de 2014. Servidores públicos do Estado e de mais de 30 municípios e agentes sociais, ligados a organizações não governamentais (ONGs), participaram da aula inaugural de dois cursos com foco na preparação para grandes eventos. As oficinas são ligadas às áreas de segurança e turismo. A iniciativa é capitaneada pela Rede Escola de Governo do Estado, através da Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), e contará com a participação da Universidade Feevale, de Novo Hamburgo.

Na quinta-feira, foram iniciadas, em um encontro presencial na Capital, as capacitações Mediação de Conflitos e Gerenciamento de Crise, na área de segurança, e Articulação Regional e Recepção de Grandes Eventos, ligada ao turismo. A primeira oficina será feita por 598 pessoas, enquanto a segunda terá a participação de 494 indivíduos. “O aluno terá até o final de fevereiro de 2013 para concluir o curso, que totalizará 60 horas. Nesse período, ele executará as atividades com uso de ferramentas a distância e será acompanhado pelos tutores. Ao final, haverá uma avaliação para ver se as competências foram desenvolvidas”,  explica Gladis Baptista, pró-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários da Feevale.

O sargento da Brigada Militar (BM) em Porto Alegre Valdecir Silva é um dos alunos do curso voltado à segurança. “Esperamos nos aperfeiçoar para prestarmos um ótimo serviço na Copa. Vamos procurar trabalhar prevenindo, orientando e, somente em último caso, reprimindo”, promete. Segundo Silva, a intenção da BM é padronizar as ações de policiamento e focar na preparação em línguas estrangeiras, como inglês e espanhol.

Os idiomas encerrarão a primeira etapa do ciclo de capacitações a distância. No próximo dia 19, começarão as aulas, nesse formato, de inglês e espanhol, oferecidas pelo Senac-RS. Mais de 500 funcionários públicos de municípios e do Estado e agentes sociais devem integrar as turmas.

O secretário estadual do Esporte e Lazer, Kalil Sehbe, diz que, posteriormente, a intenção é oferecer mais cursos, abrangendo também o público em geral. “Até fevereiro do ano que vem, vamos com esse módulo. Depois vamos analisar a criação de outros”, afirma. Sehbe constata que, aos poucos, os profissionais de diferentes áreas, como comércio e serviços, começam a se conscientizar da importância de se preparar para o Mundial de 2014. “Todos os segmentos sociais estão vendo essa necessidade. Vamos conseguir, tranquilamente, ter pessoal capacitado. O Rio Grande do Sul vai ser a melhor sede da Copa“, garante, com entusiasmo.

Apesar do foco especial no Mundial, os cursos a distância procurarão abordar a preparação para eventos de grande porte sob  diferentes vieses. “É a Copa do Mundo para Porto Alegre, mas pode ser um rodeio em Santo Antônio da Patrulha ou uma feira em Vacaria. Queremos multiplicar conhecimento para que os municípios gerem renda e desenvolvimento com essas oportunidades”, destaca Jorge Branco, presidente da FDRH.

Fonte: Ecofinanças

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: