LECTOR INCENTIVA A CULTURA MUSICAL

alex_logo_soumix

Nascida da vontade exacerbante de interligar pontos, facilitar comunicação entre pessoas e organizações, a Lector tem como objetivo maior algo simples, porém, desafiador: desenvolver soluções em software flexíveis às necessidades de seus clientes. Transpor as barreiras ‘tempo’ e ‘distância’, numa atualidade onde cada segundo pode fazer a diferença, é um dos ingredientes que fazem a equipe acordar todos os dias e pensar: O que podemos fazer de melhor hoje?

E a missão de transpor barreiras e diminuir distâncias é algo que vai além das suas soluções corporativas como Lector Live e Lector Studio. A Lector também aposta em cultura! Especialmente na música. E agora você deve estar se perguntando: “E o que isso tem a ver com transpor as barreiras tempo e distância?” Tudo! Afinal, qual o apaixonado por música que nunca deixou de ‘tirar aquele som’ com os amigos, por estarem em lugares diferentes? Ou quem nunca teve vontade de reativar a banda do colegial mas ficou só na vontade porque os integrantes estão um em cada canto do estado, do país ou do mundo? Neste sentido, a proposta da Lector não é mera formação de um banda on-line, mas sim a troca de cultura, o incentivo cultural e, acima disso, a aproximação de pessoas. Aqui nasceu o Soumix! On-line, totalmente gratuita e simples de usar, essa plataforma é movida a música, cultura e diversão.
Agora, sem mais demoras, retire sua guitarra do armário, dê aquela breve afinada e… som na caixa!

http://www.soumix.com.br


Batimento cardíaco substituirá senhas em smartphones

batimentocardiaco

A impressão digital, o reconhecimento facial e a análise da íris são as formas mais conhecidas de identificação biométrica. Há, contudo, várias outras, inclusive a frequência do batimento cardíaco de uma pessoa. A start-up canadense Bionym desenvolveu uma pulseira capaz de realizar um eletrocardiograma (ECG) que serve para identificar seu usuário. A ideia é que essa pulseira, batizada de Nymi, substitua a utilização de senhas por seu portador no uso de smartphones, tablets, computadores, carros e até terminais de pagamento e caixas eletrônicos.

“A vantagem da autenticação via ECG é que este não deixa rastros por aí, como a impressão digital. E a frequência cardíaca não pode ser capturada a distância, ao contrário de um rosto ou mesmo da íris. Afinal, é um sinal interno. Além disso, é preciso que a pessoa esteja viva”, compara Andrew D’Souza, CEO da Byonim, em entrevista por telefone com MOBILE TIME.

A pulseira vem com dois eletrodos, um na parte interna e outro na parte externa. Ao pô-la no pulso, o usuário deve colocar o dedo indicador da outra mão sobre o eletrodo externo, para fechar um circuito e permitir a leitura do seu batimento cardíaco naquele momento. A partir daí, a Nymi passa a enviar sua identidade continuamente por meio de Bluetooth Low Energy (BLE) para os aparelhos ao redor, o que permite a autenticação via proximidade. Como a autenticação é contínua, o portador permanece identificável enquanto estiver usando a pulseira. Assim, não é preciso botar o dedo indicador no sensor toda vez que quiser se identificar. Ao retirar a pulseira, esta para de enviar a identificação. Em outros métodos de biometria é preciso fazer a leitura a cada autenticação – e em muitos casos mais de uma vez, pois nem sempre os sensores capturam os dados corretamente na primeira leitura. A Nymi é resistente a água e sua bateria dura cerca de uma semana. A recarga é feita via porta USB.

A Nymi possui também um sensor de movimento. Isso permite que sejam criados comandos com gestos associados à autenticação por ECG. Por exemplo, o porta-malas do carro do usuário poderia ser aberto quando ele chegasse perto e fizesse um determinado gesto com o pulso, como mostra o vídeo de demonstração da tecnologia. Se outra pessoa fizesse o mesmo gesto perto do carro, nada aconteceria, pois não haveria autenticação, mesmo que ela também usasse uma Nymi.

As primeiras aplicações a serem disponibilizadas comercialmente junto com o lançamento do produto serão o desbloqueio de smartphones, tablets, computadores de mesa e laptops dos sistemas operacionais Android, iOS, Mac OS e Windows. Em vez de digitar uma senha na tela de um smartphone, por exemplo, bastará o usuário estar vestindo a Nymi. A autenticação por batimento cardíaco também será oferecida por alguns gerenciadores de senhas que firmaram parceria com a Bionym, informa D’Souza. Paralelamente, a empresa está conversando com fabricantes de carros e bancos para a realização de provas de conceito. Além disso, até o fim de julho será disponibilizado gratuitamente um SDK para desenvolvedores. Segundo o executivo, mais de 7 mil desenvolvedores se cadastraram no site da Bionym interessados em receber o SDK.

A Nymi será lançada comercialmente até o final do ano. Por enquanto, está disponível para pré-venda ao preço de US$ 79. Para distribuição internacional é cobrada uma taxa adicional de US$ 10. Até o momento foram vendidas cerca de 10 mil unidades, incluindo 100 para brasileiros.

Pesquisa

A pesquisa para o desenvolvimento da Nymi começou há nove anos, a partir de uma tese de pós-doutorado sobre biometria e criptografia na Universidade de Toronto. “O que inventamos foi uma nova forma de capturar o sinal para o ECG. Outras soluções podem conseguir bons resultados em laboratório, mas, no mundo real, com todo o ruído externo, é difícil”, explica D’Souza. A solução está devidamente patenteada, garante.

A leitura feita pela pulseira não tem o detalhamento de um ECG tradicional, logo, não serviria para fins de saúde, mas é suficiente para a identificação do portador. Pequenas variações do batimento cardíaco ao longo do dia não atrapalham a o processo. Porém, se o usuário tomar medicamentos para o coração ou tiver um ataque cardíaco, aí, sim, a autenticação não tem sucesso.


Lector Store – Make money on sharing your knowledge!

To communicate have since long been what puts mankind apart from other species and not only through spoken languages but with body language as well. Throughout history we have developed a lot of different tools to ease the way of communication; the telegraph, the telephone and now internet and smarter devices makes global communication works fast and smooth.

Lector Tecnologia has been developing software products which focuses on communication via cloud based technology used over the internet. These have been accessible on the web individually but now has a cloud platform been created to link them together with each other; Hereby will follow the presentation of this platform known as Lector Store.

Imagem

Lector Store is best described as a bank of knowledge, the platform stores information about and how to access different online courses and webinars. The platform stores creations in form of lectures made in Lector Studio, an authoring tool for E-learning courses. The platform also holds information about webinars which can be accessed using Lector Live, a live meeting tool that can be used in many different purposes.

Imagem

This system is already in use at Universities in Brazil such as FURB and UNIASSELVI but is now heading towards all the corners of the world, both in areas of learning at university level and learning small things that enhance the quality of the everyday life. Together with Lector Studio and Lector Live the creations with these software’s are the core of the Lector Store platform. It is easy accessed at all times and spreads knowledge to those who seek it.

Everyone is FREE to use both Lector Studio and Lector Live if they like to create material, however, to take part of the material comes at a price chosen by the creator. The creator who used the tools for free will receive 80% of the price that is set on the creations and the remaining 20% is the fee for using the tools and the platform. This opens up the possibilities to earn money on your knowledge which can be in three different ways;

  • Courses

By creating courses, or other presentations using the Lector Studio recording authoring tool, one can have the content put on Lector Store. When purchased by someone interested the money will fill up on your Lector Store-account, making you able to purchase other peoples knowledge or link to your Paypal-wallet.

  • Webinars

Webinars held via Lector Live works in a similar way; the auditing or participating persons pay an access fee or a minute rate (optional) to take part of the webinar or meeting. The creator is receiving 80% of this money linked to the Lector Store-account.

  • Sharing

By sharing a course, webinar or other content distributed via Lector Store one can earn small amounts also by sharing interesting content. As an example; you share a course with your Facebook-friends and get three of these to pay for and view the content, you will receive money onto your Lector Store account as well as the author, if you are the author of the content, then that will mean more profit!

This way of creating and sharing content will make the world a richer place in terms of knowledge and also benefit the ones who deserve it, the ones who possess knowledge and are willing to share it. Take part of the knowledge-sharing revolution at https://www.lectorstore.com today!


Com Lector Live não existe mais barreiras geográficas, afirma empresa Valor Investimentos.

Logomarca-original

Em novembro de 2003,  surgiu a empresa Valor Investimentos em Vitória/ES, com foco na prestação de serviço como consultoria e especialização de investimentos no país. Em 2004, a empresa cria a Valor Educação que tem como intuito educar novos investidores e qualificar aqueles que já estão no mercado, para que possam realizar seus investimentos com maior segurança e conhecimento.

A Valor Investimentos presta o serviço de assessoria em investimentos, aplicação em Ações | BM&F | Fundos de Investimentos | Renda fixa | Previdência | Fundos Imobiliários. E a  Valor Educação é especializada na realização de palestras, eventos e treinamentos presenciais, In Company e on-line nas áreas financeiras e afins.

A plataforma de comunicação a distância Lector Live é utilizada na empresa Valor Investimentos para realização de seus cursos e treinamentos on-line. André Bona – Sócio e professor da empresa Valor Investimentos afirma que após adotarem a ferramenta Lector Live, conseguiram eliminar as barreiras geográficas e ganharam novos clientes com mais agilidade e eficiência. Confira a entrevista que André Bona cedeu ao Blog Mundo a Distância.

Blog – Para quais finalidades sua empresa utiliza o Lector Live?

Valor Investimentos  Ministramos palestras e cursos para nossos clientes e clientes potenciais, residentes em todo Brasil.

Realizamos reuniões nas salas virtuais, otimizando o tempo e eliminando o desconforto do deslocamento, onde apresentamos nossas soluções, diferenciais tecnológicos e nossa proposta de atendimento com valor agregado ao nosso público alvo.

Temos em andamento projetos de sala disponível para clientes que investem no mercado de ações e futuros e que querem assessoria de nossa equipe durante todo o período de pregão da bolsa de valores.

 Blog – Quantas pessoas o utilizam?

Valor Investimentos – Em nossa empresa, três pessoas utilizam o sistema para as diversas modalidades acima descritas. Mas são em torno de 25 usuários diários.

Blog – O que mudou para a empresa com a utilização da ferramenta?

Valor Investimentos – Ampliamos o nosso mercado, passando a atender com mais qualidade clientes de todo o Brasil. Estamos, gradativamente, eliminando as barreiras geográficas e ganhando escala mais rapidamente. E estruturando um atendimento cada vez mais próximo de nossos clientes. Um cliente do Amapá, por exemplo, hoje está mais próximo da Valor Investimentos do que de um outro concorrente no próprio Estado do Amapá. 

Blog Houve diminuição de gastos? É possível quantificar?

Valor Investimentos – Sim, houve. Além do consumo da estrutura. Anteriormente, nossos eventos eram presenciais que demandavam custos com organização, coffee break, energia, material e etc. Hoje esses gastos não existem. Isso também gera economia para o cliente, além de eliminar o aborrecimento do deslocamento. Ele assiste aos eventos do conforto de sua residência, junto com sua família.

Blog – Existe alguma receita hoje, após adotar o ensino a distância, que antes não existia? É possível quantificar?

Valor Investimentos – Existirá em breve. Alguns dos nossos eventos serão gravados e comercializados.

Hoje, o principal benefício foi reduzir o custo de prospecção de novos clientes e ampliar mercado. Além disso, a oferta de serviços cada vez mais diferenciados.

Blog – De que outras formas a sua empresa foi beneficiada com a utilização do Lector Live?

Valor Investimentos – Organização da base de dados de clientes e prospects.

Blog – A ferramenta supre as necessidades da sua empresa?

Valor Investimentos – Sim, supre. Na verdade, acreditamos que ainda podemos extrair mais dela gerando ainda mais valor para o nosso cliente. Mas isso requer algumas modificações de procedimentos internos.

Conheça a plataforma de webconferência Lector Live e reduza tempo e custo em seus eventos, treinamentos, apresentações, suporte. Acesse www.lectortec.com.br e entenda porque grandes empresas adotaram a plataforma de comunicação a distância Lector Live.


Montadoras apostam em internet em todos os carros até 2014

130212104032_car_tech_304x171_getty_nocredit

Antes de se chegar aos carros que andam sozinhos, já se poderá usar carros inteligentes.

Especialistas em tecnologia apontam que o carro é a nova fronteira para tecnologias de acesso móvel à internet, que prometem revolucionar a forma como as pessoas dirigem seus veículos. 

O primeiro sinal dessa revolução deve ser a proliferação de aplicativos no painel dos carros. Com apenas um toque, será possível encontra um lugar para estacionar, ou um restaurante para jantar.

Segundo a consultoria Machina Research, em 2020 apenas as tecnologias para fazer a vida dos motoristas mais fácil será equivalente a 20% do valor de um veículo. Isso significa um mercado de US$ 600 bilhões (cerca de R$ 1,2 trilhão).

“Até o fim de 2014, todos os veículos de algumas das grandes marcas irão oferecer algum tipo de conectividade”, acredita Jack Bergquist da consultoria IHS.

“A Ford já declarou que está vendendo mais carros assim”, disse Bergquist. “Mais de 50% dos consumidores estariam inclinados a ter um carro com internet.”

Negócio lucrativo

Segundo a fabricante de processadores Intel, as tecnologias para os “carros conectados” estão logo atrás das tecnologias para tablets e smartphones entre as que mais se desenvolvem atualmente.

Aplicativos que mostram os postos de gasolina mais próximos e comparam os preços já estão no mercado.

Mas tudo isso ainda custa caro. Um aplicativo para encontrar estacionamento, por exemplo, precisa de sensores eletrônicos e imagens aéreas.

A Intel já anunciou investimentos de US$ 100 milhões (aproximadamente R$ 200 milhões) nos próximos cinco anos em empresas parceiras que possam oferecer soluções criativas para os carros conectados.

“Se você olhar para o custo de desenvolvimento de um novo modelo, algumas companhias já estão dedicando um terço de seu orçamento para o painel do veículo e para o sistema de tecnologia”, disse.

Acidentes

130212104154_car_tech_304x171_bbc_nocredit

Especialistas temem aumento de acidentes, mas também de invasão virtual dos sistemas inteligentes

Com tanta coisa para buscar, tocar e se distrair, os motoristas não estariam correndo mais riscos de acidente? Até que tenhamos nas ruas carros que dirigem sozinho, os especialistas acham que sim.

“Você pode se empolgar com a experiência e esquecer que está dirigindo. Melhor, mais rápido e mais barato é o que os consumidores querem, mas com segurança”, diz John Ellis, especialista em tecnologia da Ford.

Segundo o National Safety Council dos Estados Unidos, um quarto dos acidentes do país ocorrem quando os motoristas usam celular enquanto estão dirigindo.

Mas os novos carros também devem estar mais preparados para situações de perigo. Em alguns veículos, sensores poderão acionar uma chamada de emergência em caso de acidente.

Hackers

Além de gerar o temor de mais acidentes, a evolução das tecnologias de conectividade à internet em veículos sugere a possibilidade de ataques virtuais contra os motoristas.

Dessa forma, o carro estaria vulnerável a hackers como os computadores. Um veículo poderia, por exemplo, ter a porta destravada e ser ligado, sem que ninguém o tocasse.

“Teoricamente, o ataque virtual é possível, mas as montadoras já estão cientes do risco e se preparando para isso”, disse John Leech, da consultoria KPMG.

Os modelos da Ford, por exemplo, separam fisicamente os aplicativos de partes cruciais para o funcionamento do veículo.

Apple e Facebook

Não são apenas as montadoras quem estão de olho no mercado dos carros inteligentes.

“Eu suspeito que serão empresas como a Apple ou o Facebook que irão desafiar com sucesso as montadoras”, diz Leech.

“A Apple já tem uma equipe muito significativa pensando como os produtos da Apple podem ser usados em um carro. Se eu estivesse apostando, seria lá que colocaria meu dinheiro”, disse.

Parece ser apenas uma questão de tempo até que os carros inteligentes compitam lado a lado com celulares e tablets na indústria da tecnologia.

Fonte: bbc

 

Conheça a plataforma de webconferência Lector Live e reduza tempo e custo em seus eventos, treinamentos, apresentações, suporte. Acesse www.lectortec.com.br e entenda porque grandes empresas adotaram a plataforma de comunicação a distância Lector Live.


Protótipo de câmera japonesa faz imagens em 360 graus

Exemplo-de-imagem-em-360-graus

 

Hoje não existe câmera que tire fotos (ou faça vídeos) de 360º de uma posição única. Algumas máquinas oferecem o recurso que chamam de fotos panorâmicas, mas que têm que ser tiradas movimentando o equipamento. O resultado nem sempre é bom, já que as imagens ficam distorcidas pela movimentação desalinhada ou por eventuais tremores da mão ou do braço do usuário.

Uma empresa japonesa chamada Ricoh pensou, então, que se fosse fácil fazer imagens em 360º, o resultado poderia ser “divertido”, nas palavras da própria Ricoh. Criou, assim, um protótipo de câmera ominidirecional. Trata-se de uma haste com duas lentes “olho de peixe” posicionadas em lados opostos. Cada uma com a capacidade de “enxergar” 180º. O sistema embutido no aparelho combina as imagens em uma única foto de 360º e envia, de forma automática, o arquivo para um smartphone ou tablet.

O dispositivo, por enquanto, apenas tira fotos, mas a ideia dos desenvolvedores é incluir a capacidade de filmar também. Como se trata de um protótipo, as especificações técnicas ainda não foram definidas, segundo a empresa. Ao contrário das fotos panorâmicas que se conhece hoje, as imagens geradas por essa câmera da Ricoh são capazes de ver tudo, inclusive o que está acima e abaixo das lentes.

Neste vídeo, você entende um pouco melhor como funciona o aparelho:

Fonte: noticiastecnologia.com.br

 

Conheça a plataforma de webconferência Lector Live e reduza tempo e custo em seus eventos, treinamentos, apresentações, suporte. Acesse www.lectortec.com.br e entenda porque grandes empresas adotaram a plataforma de comunicação a distância Lector Live.


Entrevistas a distância

images

Com as ferramentas tecnológicas em alta, ficou mais comum recrutadores convocarem candidatos para seleções não presenciais. Mas, uma entrevista nesse contexto tem as mesmas regras daquelas feitas cara a cara?

Segue algumas dicas:

– Tenha um português correto: falar e escrever corretamente é fundamental em todo e qualquer tipo de seleção. Mas, em entrevistas à distância, certamente você não terá a chance de causar uma segunda boa primeira impressão! Logo, evite gírias e vícios de linguagem. Fale com calma para sua pronúncia ser correta, permitindo ao avaliador checar seus conhecimentos.
-Transmita empatia: o tom de voz é essencial em avaliações, principalmente as por telefone. Ele é capaz de demonstrar suas emoções, portanto, fique atento! Uma voz firme e natural, transmite confiança e credibilidade! Evite falar com tom  infantil ou muito baixo. Estabeleça empatia com a pessoa do outro lado, escute-a atentamente e não a interrompa. Sinalize com um sim, claro, ok, para mostrar seu entendimento sobre as questões abordadas.

Mantenha a postura: Suas atitudes corporais influenciam diretamente sua voz. E mesmo o selecionador não podendo ver você, por exemplo ao telefone,pode perceber quando está em uma posição largada e displicente. O corpo transmite mensagens, então para ter sucesso nos processos seletivos tenha postura correta e ativa!

– Finalize os testes on-line: esse tipo de exame é importante em todos os processos, principalmente à distância. Mas, muitos candidatos os iniciam e depois, percebendo ser algo mais demorado, desistem. Faça diferente! Separe um tempo em sua agenda e com calma faça a avaliação!

No mais, tenha em mente: existe o perfil certo, para a vaga certa!

Fonte: Nube

 

Conheça a plataforma de webconferência Lector Live e reduza tempo e custo em seus eventos, treinamentos, apresentações, suporte. Acesse www.lectortec.com.br e entenda porque grandes empresas adotaram a plataforma de comunicação a distância Lector Live.